Segunda, Junho 18, 2018

17/11/2014 - O jornal Correio Brasiliense, em seu caderno Cidades DF, publica matéria sobre doações de cabelos e confecção de perucas aos pacientes de câncer.

Salão produz 22 perucas para doar a mulheres com câncer do Hospital de Base

A entrega dos cabelos está marcada para 8 de dezembro, a partir das 9h, no Hospital de Base. As pacientes ganharão corte na peruca e maquiagem

A confecção de perucas para mulheres em tratamento contra o câncer não é sucesso apenas no Chile – com o projeto do cabeleireiro Marcelo Avatte. Um salão de beleza de Brasília está organizando a doação de 22 acessórios para as pacientes do Hospital de Base, neste fim de ano. A entrega dos cabelos está marcada para 8 de dezembro, a partir das 9h, no próprio hospital, com direito a maquiagem e corte nas perucas para agradar cada uma das pacientes.

O estabelecimento, localizado na 410 Sul, é voluntário da Oficina da Peruca, projeto em parceria com a associação Rede Feminina de Combate ao Câncer para valorizar a autoestima das mulheres em tratamento. Durante o ano, o salão recebe doações de mechas e oferece desconto para clientes que querem doar pelo menos 10 centímetros dos fios. Os cabelos arrecadados são transformados em perucas e distribuídos, duas vezes por ano, às pacientes do Hospital de Base. Além dos 22 acessórios que serão entregues em dezembro, outros 30 foram doados em maio.

Há três anos e meio, a dona do salão, Roberta Andrade, teve a ideia do projeto após perder a mãe com câncer. Desde então, a maquiadora se dedica à campanhas de arrecadação de cabelos e desembolsa R$ 250 para confeccionar cada peruca. “O que me motiva é poder resgatar as perdas emocionais das pessoas e é uma dívida que eu tenho com a minha mãe”, diz Roberta. “Fico muito feliz de poder fazer o bem para as pessoas”, completa.

Mulheres em tratamento após receber a peruca: autoestima valorizada

Outra iniciativa é a Rapunzel Solidária, organizada por alunos do câmpus de Ceilândia da Universidade de Brasília em parceria com um salão da capital. Somente a segunda edição, em outubro, arrecadou 497 mechas, o suficiente para a Oficina da Peruca produzir quase 100 perucas. Responsável pelo projeto, a aluna de enfermagem Rebeca Corleone se diz satisfeita com a repercussão na universidade. “Agora estamos programando um evento bem maior no Outubro Rosa de 2015”, conta.

Segundo dados da Rede Feminina de Combate ao Câncer, as perucas doadas este ano devem superar as 189 entregues no ano passado.

Como doar?
A Rede Feminina de Combate ao Câncer recebe mechas de cabelo de, no mínimo, 10 centímetros. O cabelo pode ser entregue em qualquer embalagem (envelope, saco plástico...) e todos os tipos e cores são aceitos. Voluntários fabricam as perucas.

Rede Feminina de Combate ao Câncer
Hospital de Base: ambulatório de Mastologia, corredor nº 5 – 3315-1221
Escritório: QI 09, Bloco G, Sala 202, Lago Sul – 3364-5467
De segunda a sexta-feira, horário comercial

Também é possível cortar o cabelo com desconto no salão da 410 Sul. A dona do local fica responsável pela fabricação e distribuição da peruca, em parceria com o projeto Oficina da Peruca.

Studio Roberta Andrade
3242-4770

Outra opção é aguardar o mutirão Rapunzel Solidária, organizado na UnB no mês de outubro. Por um quilo de alimento, o doador tem o cabelo cortado e as mechas são doadas à Rede Feminina para a fabricação das perucas.

Rapunzel Solidária
8150-7248

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br